Corrida para os Óscares: American Hustle

American HustleAmerican Hustle é um dos filmes com mais nomeações na 86.ºs edição dos prémios da Academia e é um sério candidato à vitória em muitas das categorias para as quais está nomeado. O filme de David O. Russel está nomeado para Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Ator Secundário, Melhor Atriz Secundária, Melhor Realizador, Melhor Guarda-Roupa, Melhor Direcção Artística, Melhor Edição e Melhor Argumento Original.

O enredo de Eric Warren Singer e David O. Russell foi inspirado num escândalo de corrupção que remonta aos anos 70, apelidado de Abscam. A operação consistiu numa emboscada que permitiu que vários políticos fossem apanhados a aceitar, em troca de vários favores políticos, subornos oferecidos por agentes do FBI disfarçados de Sheiks ricos.

No entanto a trama de American Hustle é bem mais interessante e glamorosa do que os eventos que a inspiraram. As personagens principais são um par de vigaristas, Irving Rosenfeld (Christian Bale) e Sydney Prosser (Amy Adams). Ele é dono de uma cadeia de lavandarias que aparentam fazer “lavagens” mais no sentido figurado do que no sentido de lavar roupa, e ainda paralelamente vende arte roubada/forjada e opera um negócio de empréstimos falsos para pessoas desesperadas e incapazes de conseguir empréstimos por vias legítimas. Ela é a amante de Irving e seu braço direito nos esquemas, adotando a persona de uma aristocrata inglesa, Lady Edith Greensly, glamorosa, sofisticada e com uma vasta rede de contactos com bancos britânicos. Ambos são coagidos pelo agente do FBI Richie DiMaso (Bradley Cooper) a participar num golpe para apanhar políticos corrompíveis, como foi o presidente da Câmara de Camden, New Jersey, Carmine Polito (Jeremy Renner).

A performance de Christian Bale é magistral. O ator não se limitou a encarnar as características psicológicas do personagem como também se submeteu a mais uma transformação física incrível. Para representar Irving Bale engordou cerca de 18 quilos, ganhou a barriga típica de um apreciador fervoroso de cerveja e adotou um penteado medonho que prima pela escassez de cabelo conjugada com a utilização de um capachinho de qualidade duvidosa. O excesso de peso e a calvície associados aos melhores e mais pirosos fatos de poliéster dos anos 70 tornam a personagem de Bale deliciosamente foleira.

Irving é casado com Rosalyn, uma mãe solteira, carente, passivo-agressiva e ligeiramente neurótica cujo filho Irving tomou sob a sua asa. A personagem de Jennifer Lawrence é deliciosamente irritante e é um prazer vê-la ter um desempenho tão bom mesmo que num papel tão curto em tempo no ecrã. Em American Hustle Jennifer Lawrence demonstra que realmente tem talento para a comédia e conquista completamente o espectador com a sua personagem brega-chic, de bronzeado falso, cabelo cheio de laca e unhas postiças.

A parceira e verdadeira alma gémea de Irving também parece ter sido escolhida a dedo para o papel. Com o seu ar de boneca de porcelana Amy Adams representa uma mulher de origens humildes, que outrora foi stripper, mas que por ser inteligente e determinada conseguiu dar a volta à sua vida e fingir ser uma mulher glamorosa e sensual. Contam-se pelos dedos de uma mão as vezes que não tem um decote até o umbigo, mas este visual é vital para os esquemas que tem com Irving. Amy Adams tem um papel mais apelativo e mais fácil cativar a empatia do público, mas menos interessante e visceral do que o de Jennifer Lawrence.

Bradley Cooper, apesar de ser uma das personagens vitais para a história é menos interessante ainda e é possível imaginar mil e um atores que conseguiriam fazer mais e talvez melhor com este papel. O agente Richie DiMaso parece-se em demasia com John Travolta em “Saturday Night Fever” e esta aparência física é algo desconcertante num agente do FBI.

Outra personagem que vale a pena destacar é Carmine Polito o presidente da câmara de Camden, interpretado por Jeremy Renner. Ele é um dos políticos apanhados na operação Abscam e foi grosseiramente inspirado em Angelo Errichetti, antigo presidente da câmara de Camden e um dos políticos envolvidos no verdadeiro Abscam. Renner é excelente ao nos passar a ideia de que a sua personagem não é verdadeiramente má nem boa, é apenas um político dedicado à sua cidade, um homem de família, e que vê a corrupção como um mal necessário para alcançar um equilíbrio numa cidade de tão grandes extremos.

É impossível falar de American Hustle e não destacar a sua magnifica banda sonora totalmente inesperada para um filme sobre criminalidade e política. Apesar de talvez não parecer que uma banda sonora que vai de Duke Ellington e Frank Sinatra a Chicago e Donna Summer combine com este enredo, mas tudo encaixa na perfeição e a energia das cenas foi empolada graças a esta integração perfeita de todos os elementos que compõem o filme. São pequenos pormenores como o facto de em algumas cenas as personagem murmurarem silenciosamente a letra da música que estamos a ouvir, fazendo com que sintamos que estamos a ouvir o que vai dentro das suas cabeças, que tornam o filme de Russel tão harmonioso.

Tanto American Hustle como The Wolf of Wall Street têm semelhanças inegáveis com o clássico de Martin Scorsese, GoodFellas. O uso da narração e da música pop são algumas das características do realizador ítalo-americano que estão patentes em ambos os filmes. No entanto American Hustle presta uma melhor homenagem a Goodfellas do que o próprio filme de Martin Scorsese. Uma das características que faz com que American Hustle seja mais interessante do que The Wolf of Wall Street, e que é também uma característica de Goodfellas, é o facto de o espectador conseguir ter grande empatia com algumas personagens. Isto deve-se ao facto de, apesar de serem vigaristas, aquelas personagens têm a sua história, inseguranças, falhas que justificam as suas ações e que as tornam humanas. Irving adota o filho de Rosalyn , Sydney quer ultrapassar o seu passado menos bom, até a personalidade ligeiramente irritante de Rosalyn parece ser fruto de um passado que a transformou numa pessoa que necessita de artifícios para encobrir a sua insegurança.

 

Título Original American Hustle
Título em Portugal Golpada Americana
Realizadores David O. Russell
Argumento Eric Warren Singer e David O. Russell
Elenco Christian Bale, Amy Adams, Jennifer Lawrence, Bradley Cooper, Jeremy Renner
Nomeações Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Ator Secundário, Melhor Atriz Secundária, Melhor Realizador, Melhor Guarda-Roupa, Melhor Direcção Artística, Melhor Edição e Melhor Argumento Original
A Minha Pontuação 8/10

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *