Oscars: As minhas escolhas

Beasts of the Southern WildFilme

Porque dos nomeados Beasts of the Southern Wild é com certeza o mais original. Tem um equilíbrio perfeito: história, realização e elenco.

Ang LeeRealizador

O argumento só por si era um desafio, mas o que faz com que Ang Lee brilhe com este filme é a mestria que revelou ter na utilização da tecnologia.

Daniel Day-LewisActor

Há que reconhecer o trabalho que Daniel Day-Lewis teve para interpretar este papel e a verdade é que ele conseguiu fazê-lo impecavelmente bem.

Quvenzhané WallisActriz

É raro ver uma criança de seis anos interpretar um papel tão difícil. Wallis fá-lo na perfeição e mostra que é tão corajosa quanto Hushpuppy.

Philip Seymour HoffmanActor Secundário

Philip Seymour Hoffman é magnífico no papel de Lancaster Dodd e apesar da concorrência nesta categoria ser feroz ele é o meu favorito.

AnneHathawayActriz Secundária

Quase que bastava apenas a sua interpretação do tema “I Dreamed a Dream” para que Anne Hathaway já merecesse o Óscar.

Django UnchainedArgumento Original

Logo nos primeiros minutos percebemos que este é um filme de Tarantino. Tem um humor mordaz, inteligente e com inúmeras referências.

Life of PiArgumento Adaptado

Muitos achavam que seria impossível contar a história de Pi em filme, mas David Magee conseguiu fazê-lo adaptando-a às especificidades do meio.

ArgoBanda Sonora Original

Dos nomeados é o que melhor aproveita a banda sonora para criar a atmosfera certa. Sem o trabalho de Desplat o filme não seria o mesmo.

Les MisérablesCanção Original

“Suddenly”, apesar de bem interpredada por Jackman, não é a minha preferida de Les Misérables, mas das nomeadas é a que mais se destaca.

Django UnchainedFotografia

De tanto trabalhar com Tarantino, Robert Richardson adaptou-se de tal maneira ao estilo do realizador que juntos fazem a combinação perfeita.

Life of PiEfeitos Visuais

Ninguém pode negar que os efeitos visuais de Life of Pi são impressionantes e ficarão certamente como um marco na história do cinema.

Mirror MirrorGuarda Roupa

Os filmes de Tarsem Singh dependem muito do guarda roupa e mais uma vez a parceria que este tem com Eiko Ishioka deu frutos.

The Hobbit: An Unexpected JourneyCaracterização

As personagens de Tolkien não são fáceis de criar mas mais uma vez a mesma equipa de LoTR teve um excelente desempenho em The Hobbit.

Zero Dark ThirtyEdição de Som

Um cenário de guerra é um desafio de edição de som, mas Paul N. J. Ottosson fez um trabalho exímio tal como tinha feito em The Hurt Locker.

ArgoMistura de Som

A mistura de som é das tarefas mais difíceis de dominar em cinema e a equipa de Argo não tinha o trabalho facilitado, no entanto foi bem sucedida.

ArgoMontagem

Argo incorpora as imagens de arquivo de tal forma que muita vezes é impossível deteta-las à primeira vista. Um trabalho brilhante de montagem.

Anna KareninaDirecção Artística

Qualquer um dos nomeados nesta categoria desenvolveu trabalhos belíssimos, no entanto pelo desafio que era Anna Karenina destaca-se.

AmourFilme Estrangeiro

A qualidade de Amour é inegável e espelha-se não só na nomeação para Melhor Filme Estrangeiro como também para Melhor Filme.

Wreck-it RalphFilme de Animação

Nesta categoria Brave tem tantas hipóteses como Wreck-it Ralph. No entanto penso que este último é dos dois o mais original.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *