Universidade de Coimbra recebe evento sobre empreendedorismo

Take OffO Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra recebe mais uma vez o Take Off. A conferência, que se realiza no dia 25 de Abril, procura juntar empreendedores de forma a promover a partilha de ideias, contactos e experiências.

Esta conferência é organizada por Alcides Fonseca e Sérgio Santos desde 2007, com o apoio do Departamento de Informática da Universidade de Coimbra e de algumas empresas que se voluntariam para cobrir os gastos. “Há 3 anos os eventos que existiam nesta área eram sobretudo de carácter técnico. Conhecíamos algumas empresas e projectos que estavam a arrancar e era interessante juntá-los para aprender com eles, e melhorar a rede de contactos dos empreendedores”, afirma Alcides Fonseca.

O evento é dirigido a todo o tipo de empreendedores, tanto os que já têm uma empresa como os que tencionam criar uma. Segundo Alcides Fonseca, as pessoas que participam no Take Off “muitas vezes são profissionais ou estudantes que têm uma ideia para um projecto, ou uma empresa, e procuram aprender mais e preparar-se para o futuro”. O evento procura também atrair “Business Angels” que procurem projectos interessantes para investir, criando assim a ponte entre estes e os empreendedores. Os “Business Angels” são investidores que apostam a título particular, o seu capital, conhecimentos e experiência em projectos liderados por empreendedores em início de actividade.

A terceira edição do Take Off conta com a presença de Carlota Ferreira (WinProductions), Carlos Andrade (Maze), Leo Xavier (Quodis) e Luís Sequeira (Beta Technologies), que farão apresentações individuais sobre as suas experiências como empreendedores. No programa do evento está também previsto um workshop sobre como elaborar um Business Plan, que é um documento base para se iniciar um negócio, e um painel sobre CoWorking, “um novo conceito de espaço de trabalho, partilhado por empresas e freelancers, que promove a colaboração e que traz vantagens para ambas as partes”, revelou Alcides Fonseca à Revista N.

Em cada uma das edições anteriores participaram cerca de 150 pessoas, número que a organização do Take Off pretende repetir este ano. “Não nos preocupamos em aumentar a capacidade, visto perderia qualidade a nível de feedback e de networking”, afirma Alcides Fonseca.

Mais informações no site oficial do evento.

Texto publicado na Revista N.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *